Raul Seixas, o eterno Maluco Beleza, faria 73 anos nesta quinta-feira

0
362

Há 73 anos nascia uma criança destinada a modificar parte do cenário da música brasileira. Dono de uma personalidade excêntrica e de opiniões firmes, o cantor e compositor Raul Seixas ainda continua vivo na memória do povo brasileiro.

O músico é reconhecidamente classificado com um dos expoentes do rock nacional por unir a paixão pelo ritmo e às influências brasileiras, o que o fazia misturar diversos estilos que iam do baião ao brega.

Além das características inovadoras na música, o cantor também era icônico na aparência e na forma de pensar. Sempre com uma longa barba, roupas extravagantes, estilo Beatles nos anos 1970, o músico também trazia nas letras várias críticas recheadas de bom humor, algumas das quais o fizeram ser ‘convidado’ a ir para os Estados Unidos em um pequeno período de tempo entre 1973 e 1974 pelos militares da Ditadura Militar. A causa: a expressão ‘Sociedade alternativa’ criada por ele e Paulo Coelho para a faixa de mesmo nome.

Mas, com toda a vida e carreira artística cheia de altos e baixos, o músico foi encontrado morto em 1989, vítima de uma parada cardíaca. Sabe-se que o cantor tinha problemas com álcool e depressão a época que acabaram o levando a morte aos 44 anos.

Apesar disso, o legado na música permaneceu e influenciou diversas gerações de bandas de rock futuras como Peble Rude, Raimundos e Cachorro Grande, além de artistas como Ana Cañas.

Fonte: Correio Braziliense

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor, preencha seu nome auqi