Governador eleito pode ser cassado antes da próxima eleição, diz procurador

0
63

M

auro Carlesse (PHS) é o segundo governador do Tocantins em 2018. Mas, segundo o procurador eleitoral Álvaro Manzano, é possível que o Estado tenha mais um governante até o fim do ano. “Dizer que vai ocorrer, ainda é prematuro, mas é possível que tenhamos outro mandato-tampão antes mesmo da eleição de outubro, para cumprir o resto do mandato”, disse em entrevista à TV Anhanguera.

Isso pode acontecer porque a Polícia Federal apreendeu documentos no Palácio Araguaia e em secretarias do governo a pedido da Justiça Eleitoral. A suspeita dos investigadores é de que houve compra de apoio político e uso da máquina pública durante a campanha para Eleição Suplementar. As denúncias foram feitas pelo senador Vicentinho Alves (PR), derrotado por Carlesse no segundo turno.

O advogado Juvenal Klayber Coelho, que defende o governador eleito, disse que está tranquilo com relação ao processo e que não houve a utilização de funcionários públicos na campanha. Sobre a liberação ilegal de verbas públicas para os municípios, a defesa disse que ainda não foi notificada dessa ação.

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral, Marco Villas Boas, disse que pretende dar celeridade ao processo. “Se não decidir logo, penso que não haverá resposta no curso do mandato, mas existem prazos que precisam ser respeitados que não são só de quem propõe a denúncia e acusa, mas também para a defesa”, explicou.

Fonte; G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor, preencha seu nome auqi